20 de jul de 2013

Os célebres Foo Fighters!

Durante a Segunda Guerra Mundial, foram avistados pelos pilotos aliados, várias esferas luminosas alaranjadas que perseguiam ou acompanhavam os aviões. Ao avistá-las, os aliados atribuíam esses objectos voadores aos alemães, julgando tratar-se de uma nova arma secreta.

Terminada a guerra, os aliados descobriram que afinal, esses objectos voadores não eram alemães, visto que os incomodava.

O alto comando da Luftwaffe criou em 1944 a Base Especial nº 13, um projecto secreto de investigação, que ocultava-se sob o nome de Operação Uranus. A missão deste projecto era recolher, avaliar e estudar os relatórios de observações dos pilotos alemães sobre estranhos objectos voadores. A criação deste projecto de investigação secreta pelo alto comando alemão veio a provar que os Foo Fighters eram um mistério para os nazis, que os atribuíam aos aliados.

Um dos primeiros relatórios norte-americanos sobre o fenómeno data de Outubro de 1943, quando os B-17 (fortalezas-voadoras) estavam a voar sobre Schweinfurt, na Alemanha, com a missão de bombardear cidades alemãs.



Durante a missão, os pilotos dos bombardeiros avistaram dúzias de discos pequenos e prateados, com cerca de 2,5 cm de espessura e 10 cm de diâmetro. Um dos tripulantes de uma aeronave viu um dos discos atingir a cauda de um dos aviões, mas não provocou nenhum efeito na aeronave.

Foram criadas várias teorias para o fenómeno:
- Poderia ter sido uma descarga eléctrica das asas.
- Outra teoria supõe que as esferas avistadas pelos pilotos eram Raios globulares.