9 de mar de 2011

AS FOTOS MALDITAS


A Atlântida lentamente ressurge! Recentes explorações submarinas na região de Bimini, exatamente em um dos extremos daquilo que se conhece como "O Triângulo das Bermudas", revelaram a existência dessas espantosas ruínas de origem não identificada. Tais descobertas são ignoradas pela Ciência oficial e somente vêm à luz através dos esforços de exploradores isolados. Por que o interesse em ocultar tais descobertas que poderiam revolucionar a História da Humanidade? As fotos acima, que por sinal dispensam maiores comentários, mostram os restos de imensas colunas e uma pavimentação formada por gigantescos blocos rochosos.
Da mesma forma que essas duas pedras da fantástica coleção encontrada pelo Dr. Javier Cabrera, em Ica, Peru, que nos mostram as imagens deixadas para a posteridade por uma misteriosa civilização, contemporânea dos grandes sáurios que habitaram a Terra há milhões de anos, e que nos mostram uma esfera (sabiam que o planeta era redondo!) e ainda por cima revelando com exatidão todos os continentes! Logicamente, quem fez isso a viu desde a sua órbita! E à direita, cirurgiões fazem uma operação cardíaca! Essa estranha raça deixou cerca de 5 mil dessas pedras, cada uma delas mais surpreendente do que a outra, onde estão retratados além dos animais pré-históricos extintos, seus membros observando as estrelas através de instrumentos ópticos; as cirurgias de transplantes; até transfusões de sangue; espaçonaves; galáxias; constelações; e muitas outras coisas ainda mais estonteantes. Os "prestidigitadores da verdade" tentaram desmoralizar o Dr. Cabrera, alegando fraude. Mas quem se daria ao trabalho de gravar milhares de pedras, além do mais com uma exatidão histórica, científica, aliadas à precisão de certos detalhes impossíveis de estarem ao alcance da pobre população local - que por sinal nem sabia o local onde elas estavam escondidas e foram encontradas? Pior ainda para os céticos: exames revelaram que a pátina dos desenhos é autêntica e as pedras realmente pertenciam àquele distante período pré-histórico. Em síntese: correspondem à verdade. Uma verdade muito embaraçosa! Mesmo assim, conseguiram silenciar e relegar ao ostracismo mais essa sensacional descoberta arqueológica!
Também nos Altiplanos Peruanos mais essa estranha sinalização, somente visto do céu e elaborada não se sabe por quem (e como) no nosso mais remoto passado, foi recentemente descoberta! Pistas para aterrissagens? Marcos indicativos que apontariam para uma determinada direção?
E, para avivar a memória do nosso Prezado Visitante, pela segunda vez mostramos neste site o estranho desenho pré-histórico encontrado nas grutas de Derudeb, Sudão, e que nos mostra nada menos que um foguete, um outro objeto voador discóide ao seu lado e também duas figuras de aspecto humano na base.....
..... E reparem neste antigo mural egípcio, encontrado nas ruínas de Kush! A mesma imagem está presente nos seus antigos relevos! Claramente vemos o foguete, o OVNI e as duas personagens que decididamente não são egípcias! E por que escondem tudo isso? Por que não são devidamente divulgados tais sensacionais achados arqueológicos? E por que exatamente este antigo templo em Kush não consta dos tratados convencionais de Egiptologia e muito menos o próprio nome Kush nos livros históricos tradicionais?
Este é, como diz a legenda da foto, o Cemitério de Aurora, pequena cidade situada a cerca de 120 quilômetros do Texas, EUA. Apenas mais um cemitério como tantos outros, não tivesse sido ele o protagonista da mais estranha estória envolvendo um acidente muito antigo com um OVNI! Precisamente em 1847, e portanto em uma época em que nem existiam os aviões, a assustada população da cidade viu quando uma coisa descrita como "uma cidade voadora muito luminosa" fez várias evoluções no céu, vindo logo depois a explodir fragorosamente - lançando seus destroços a uma grande distância. Os registros notariais públicos da cidade (e portanto OFICIAIS), claramente dizem que os restos bastante mutilados e carbonizados da criatura que tripulava tal "máquina voadora" foram recolhidos e enterrados em uma lápide sem nome, precisamente neste cemitério. Tal fato ficou esquecido até o mais recente ano de 1974, quando dessa tumba sem qualquer identificação começou a brotar uma espécie de massa gelatinosa escura e repugnante, semelhante ao sangue. Quando a coisa chegou ao conhecimento das autoridades, fortes contingentes do Exército Americano, bem como vários cientistas e agentes de órgãos de informações e segurança que os acompanhavam, cercaram e isolaram a cidade, impedindo totalmente o acesso àquele misterioso túmulo. Da mesma forma - e mediante coação armada! - foram de casa em casa recolhendo todas as "relíquias" em poder das famílias por durante várias gerações, e que nada mais eram do fragmentos dos destroços da tal "cidade voadora". Quem, ou o quê, quer que estivesse enterrado ali, teve também os seus antigos despojos imediatamente recolhidos e levados sob forte escolta militar para local ignorado!


E por falar nisso, mais uma foto "maldita" do caso Roswell, mostrando destroços do OVNI acidentado em 1947 naquela outra região dos EUA!


E a reprodução de alguns dos estranhos caracteres alfabéticos neles encontrados!
E, apesar do silêncio oficial, continuam tentando se comunicar conosco! Em Wiltshire, Inglaterra, surgiu em 2001 e portanto muito recentemente, mais esse gigantesco Crop Circle - considerado pelos especialistas e estudiosos do intrigante assunto o mais belo e também o mais altamente elaborado de todos. Que mensagens estariam contidas ali?