7 de fev de 2011

Humanos primitivos chegaram ao norte da Europa há mais de 800.000 anos

Mamutes e felinos com dentes de sabre percorriam a área na época
Artefatos de pedra encontrados no leste da Inglaterra, a norte de Londres. Sang Tan/AP

O homem primitivo aventurou-se pelo norte da Europa muito mais cedo do que se imaginava, colonizando a costa leste da Inglaterra há mais de 800.000 anos, afirmam cientistas. 
Pesquisadores presumiam que os humanos - que parecem ter surgido na África há cerca de 1,75 milhão de anos - mantiveram-se junto às florestas tropicais, estepes e zonas mediterrâneas durante sua expansão inicial pelo Velho Mundo.
Mas a descoberta de uma coleção de ferramentas de pedra lascada a 220 km de Londres mostra que o homem percorreu climas mais frios muito cedo.
"O que descobrimos realmente solapa a visão tradicional sobre como os humanos se espalharam e reagiram à mudança climática", disse Simon Parfitt, pesquisador do University College London. "Isso mostra como sabemos pouco sobre o movimento para fora da África".
Cerca de 75 ferramentas de pedra lascada foram encontradas no sítio próximo a Happisburgh, uma vila à beira-mar de Norfolk, escrevem Parfitt e colegas na revistaNature.
Os pesquisadores dataram os artefatos de entre 866.000 a 814.000 anos atrás e 970.000 e 936.000 anos atrás. Isso é pelo menos 100.000 anos antes da mais antiga data conhecida para a colonização da Grã-Bretanha. 
Não se sabe exatamente que tipo de humano fez essas ferramentas. "É impossível dizer quem essas pessoas eram sem evidência fóssil", disse Eric Delson, antropólogo do Lehman College da Universidade da Cidade de Nova York, que não tomou parte na pesquisa.
Mamutes e felinos com dentes de sabre percorriam a área na época, e o Rio Tâmisa desembocava no mar ali, cerca de 150 km ao norte de sua foz atual. O clima era um pouco mais frio que o de hoje, pelo menos no inverno.
Chris Stringer, outro autor do artigo que descreve a descoberta, disse que viver nesse ambiente deveria ser um desafio. Florestas densas representavam um suprimento fraco de plantas comestíveis e caça dispersa. No inverno, os dias seriam curtos para caçar ou coletar alimento. E haveria o frio.
FONTE: ESTADÃO