22 de jan de 2011

Liberação de arquivos secretos não comprova vida extraterrestre



Recentemente o Ministério da Defesa do Reino Unido - MoD liberou cerca de 1.500 páginas de arquivos secretos que continham descrições de casos ufológicos. Em momento nenhum um Porta Voz do MoD veio a público confirmar que extraterrestres existem. O MoD apenas liberou alguns relatos de pessoas que avistaram supostos OVNIs, seres, e criaturas que foram investigados pelo governo do Reino Unido, mas que não comprovaram que a vida extraterrestre existe. O MoD apenas liberou a sua imensa casuística, e dentro desta apareceram vários casos inéditos.
Na realidade o grande avanço que tivemos com a liberação destes arquivos, foi que tomamos ciência oficialmente que o governo do Reino Unido realmente investigava estes casos e que registrava e arquivava suas informações.
A verdade é que a ufologia não tem como seu foco principal a descoberta de vida em outros planetas. O principal objetivo da ufologia é o estudo dos objetos voadores não identificados que podem ser várias coisas como: satélites espiões, aviões ultra-secretos, fenômenos naturais desconhecidos, fenômenos astronômicos desconhecidos, e até mesmo espaçonaves de outro planeta do universo.
Vendo-se a ufologia por este ângulo, começamos a perceber que esta ciência desprezada pelos intelectuais acadêmicos é uma questão de segurança nacional, pois estes objetos trafegam pelo espaço aéreo dos países sem que os militares que são muito bem pagos para defender seus territórios saibam o que realmente estes objetos são, e se sabem, omitem.
Um dos motivos de existirem muitos arquivos que ficaram durante vários anos no anonimato foi exatamente a questão do orgulho dos militares em não quererem admitir que os espaços aéreos de seus países estavam sendo invadidos sem que eles pudessem fazer absolutamente nada.
Vários governos estudam ufologia há muito tempo. Aqui na América do Sul temos vários exemplos como o Uruguai, Chile, agora o Equador, na Europa temos a França, o Reino Unido, a Bélgica, e com certeza os Estados Unidos deve fazer uma pesquisa muito intensa sobre o fenômeno OVNI e também possui seus arquivos secretos.
Com certeza estes governos devem saber muito mais sobre estes objetos do que nós. Eles possuem uma verdadeira estrutura de apoio e é claro que a pesquisa neste campo feita pelos governos tem muito mais profissionalismo e verba para serem concluídas. Portanto, seria uma verdadeira covardia se comparar uma pesquisa ufológica realizada por um governo com uma pesquisa realizada pela iniciativa pessoal de alguns estudiosos.
Não confundam liberação de documentos com existência de extraterrestres. Nenhum governo até agora, e muito menos o governo do Reino Unido afirmou ou confirmou que existe vida extraterrestre, mas se serve de consolo, já temos provas definitivas que objetos voadores não identificados existem. A prova vem de casos onde objetos voadores desconhecidos foram capturados por radares, e nenhum operador de torre, ou vôo conseguiu identificar com precisão este objeto. É o caso da base de Andrews em 1952 em Washington DC, o caso ocorrido na base de São José dos Campos em 1986, é o caso da Onda Belga nos anos de 1989 até 1991, e outros.
É muito importante deixar claro que a ufologia não estuda a vida extraterrestre. A ciência que estuda esta matéria chama-se exobiologia. Portanto, vamos primeiro identificar o que está voando pelos céus bem acima de nossas cabeças e que até hoje desconhecemos o que seja para depois partir para hipótese extraterrestre.