11 de dez de 2012

Estranhas esculturas de pedra próximo a Cusco


O que são essas esculturas em pedra que parecem não servir para nada, os degraus que não vão a lugar nenhum, os assentos tão difíceis de alcançar?

Eles podem ser encontrados em impressionante abundância na área em torno de Cusco.
Eles foram esculpidos de forma tão precisa, com seus cantos exteriores e interiores bem afiados e retos. Como eles foram esculpidos? E ainda mais estranho, por quê foram esculpidos?

Huaca, depois de Rodadero e perto de Cusco. Fotografia por Kurt Bennett 

Como eles foram esculpidos ainda é um mistério. A técnica está perdida, talvez fora perdida antes mesmo da conquista. 

O porquê é outro assunto. A resposta encontra-se provavelmente na religião complexa e rígida dos Incas. A maioria dessas esculturas estranhas são santuários sagrados chamados Huacas.

Havia supostamente 333 huacas em Cusco e nas imediações. Estavam situados ao longo das 40 linhas chamadas "ceque", que se espalham feito os raios de uma roda desde Coricancha, o "Templo do Sol", em Cusco.

Huacas, as estranhas esculturas de pedra, perto de Cusco. Fotografia por Kurt Bennett 
A maioria do que foi dito sobre os huacas veio do padre jesuíta Bernabe Cobo, que escreveu centenas de anos após a conquista. Cada um dos santuários era assistido por uma família. Cada huaca possuía sacrifícios prescritos para serem executados em dias específicos. A maioria dos sacrifícios não eram de humanos, mas Cobo afirmou que 32 dos santuários exigiam o sacrifício humano, geralmente de crianças. Isto é questionado por muitos que vêem em suas estatísticas uma racionalização para a conquista, que era, afinal, uma missão para trazer a verdadeira religião para os pagãos.

Huacas, as estranhas esculturas de pedra próximo a Cusco. Fotografia por Kurt Bennett

Por David (Sync) Muniz
Fonte: Portal Vigilia