2 de fev de 2012

Máquina de telepatia se torna realidade


Algo em comum entre as muitas pessoas que alegam terem sido abduzidas por extraterrestres é o fato de dizerem que estes seres se comunicavam com eles por intermédio do pensamento, e não da fala – a chamada telepatia.

Essas alegações têm sido motivo de chacota e zombaria, inclusive com muitas pessoas dizendo que ‘essa conversa’ prova que as pessoas estariam mentindo sobre suas abduções.
Porém, numa virada de mesa extraordinária, neurocientistas da Universidade da Califórnia, em Berkely, demonstraram que realmente é possível escutar aos pensamentos das pessoas, usando-se ondas cerebrais para reconstruir as palavras.

Isto é algo muito grandioso para pacientes que tiveram seus mecanismos de fala danificados devido a um AVC, ou ao Mal de Lou Gehrig…“, diz Robert Knight, professor de psicologia e neurociência.
Se você pudesse finalmente reconstruir conversações imaginadas a partir das atividade cerebrais, milhares de pessoas poderiam ser beneficiadas.”

O experimento envolveu 15 voluntários que estavam se submetendo à cirurgia cerebral.  Até 256 eletodos foram colocados no lobo temporal de cada paciente, assim gravando a atividade cerebral à medida que eles escutavam uma conversação de 5 a 10 minutos.

Então, Brian Pasley, um pesquisador pós-doutorado, usou estes dados para reconstruir e tocar os sons que os pacientes haviam ouvido.  Foi reproduzido aos pacientes uma única palavra, e Pasley testou dois modelos diferentes para prever a palavra, baseado nas gravações dos eletrodos.

Estávamos olhando para quais locais do córtex estavam aumentando as atividades em certas frequências acústicas, e a partir dali, mapeamos os sons“, disse ele.

O melhor dos dois métodos foi capaz de reproduzir um som parecido o suficiente à palavra original, que Parsley e seus colegas pesquisadores corretamente a adivinharam.

A equipe está confiante que o método poderia ser usado para uma verdadeira telepatia eletrônica – identificando as palavras em verbalizações inteiramente imaginadas – porque os estudos têm indicado que ao se imaginar que está falando uma palavra as mesmas regiões do cérebro são ativadas como se a pessoa estivesse realmente falando.

Se você suficientemente compreender a relação entre as gravações do cérebro e do som, você poderá, ou sintetizar o som real que uma pessoa esteja pensando, ou simplesmente escrever as palavras com um tipo de aparelho de interface“, diz Pasley.

Pois é amigos: é a ficção científica novamente se tornando realidade.

Fonte da notícia: www.tgdaily.com


Leia mais: http://ovnihoje.com/2012/02/maquina-de-telepatia-se-torna-realidade/#ixzz1lBkzH7V3